Por uma vida menos impressa

Assim como na questão das sacolinhas plásticas e do isopor, alguns meses atrás eu comecei um experimento: parar de imprimir. Só imprimo o estritamente necessário, e ainda penso duas vezes – e uso os dois lados do papel. Tudo para ver quão realmente dependente eu sou da palavra impressa.

Votorantim e Suzano processadas (contém glossário)

Eu avisei neste post que havia algo de podre no reino da Votorantim Celulose e Papel. Bancaram a publicação da Abril em troca de uma indicação para o seu “Papel Ecoeficiente”. Se você conhece um pouco da indústria do papel e celulose, sabe que são uma das mais poluidoras que existe. O processo de fazer … Continue reading