Capacete é coisa que colocaram na sua cabeça

Pedalo sem capacete porque não acho fundamental. Pedalo sem capacete e com roupas “civis” porque quando um pedestre me vir quero que ele pense “que legal que ele está de bike, eu podia estar também” e não “Pedalar é perigoso e eu preciso de um monte de roupas especiais”. Pedalo sem capacete porque acho bonito. Porque quando um motorista me vir ele pode pensar duas vezes nas consequências de uma fina. Pedalo assim porque não uso capacete para andar, para dirigir ou para usar o banheiro. Pedalo sem capacete porque eu estou me locomovendo e não praticando esporte – muito menos radical.

O Mapa da Vergonha

Segundo dados da Prefeitura de São Paulo (maio/06) são 250 mil ciclistas que rodam diariamente pela capital*. E, no total, são menos de 30 Km de ciclovias na cidade. Por isso, vamos fazer uma pequena conta. Se considerarmos que cada bicicleta tem cerca de 1,70 metro de comprimento, e enfileirarmos todas as bicicletas que rodam … Continue reading

Teste Urbano: O Ecotáxi carioca.

ou a importância de estar atento à sociedade e suas necessidades. Uma bicicleta, como vimos aqui, em outro post deste blog, é uma grande aliada para um estilo de vida mais saudável e sustentável. Mas e se uma bicicleta pudesse carregar mais de uma pessoa? Ou até substituir pequenas corridas de táxi e carro? Na … Continue reading

De volta pra magrela

Uma experiência pessoal foi bem importante quando decidi fazer este post: seis meses atrás, quando vim morar em São Paulo, caí na bobagem de ir para um curso atravessando a Av. Paulista de ônibus num horário de rush. O resultado? Demorei cerca de uma hora e quarenta para atravessar os poucos quilômetros e, claro, cheguei … Continue reading