De volta pra magrela

BicicletaUma experiência pessoal foi bem importante quando decidi fazer este post: seis meses atrás, quando vim morar em São Paulo, caí na bobagem de ir para um curso atravessando a Av. Paulista de ônibus num horário de rush. O resultado? Demorei cerca de uma hora e quarenta para atravessar os poucos quilômetros e, claro, cheguei atrasada. Ao olhar pela janelinha, já desconsolada pelos ponteiros do relógio, um grupo de ciclistas passa numa boa, e foram ficando pequenininhos, sumindo pelas bandas da Consolação. Quando eu finalmente cheguei ao curso o único aluno que havia chegado na hora tinha feito uma baldeação trem/bicicleta. E ele morava do outro lado da cidade, no Morumbi! Se tantas pessoas conseguiam fazer isso fiquei pensando se talvez, eu também não seria capaz.

Além dos maravilhosos benefícios para o seu corpo e sua saúde, afinal o exercício aeróbico previne doenças cardiovasculares, hipertensão e emagrece, você deixa de jogar toneladas de carbono na atmosfera, contribuindo para um planeta mais limpo.

Presente de natal mais desejado pelas crianças que fomos um dia, a bicicleta foi sendo deixada de lado pelos adultos que somos hoje. No nosso país ela nunca foi vista efetivamente como meio de transporte urbano, e sim como objeto de lazer ou hobby. E redescobrir uma nova função para ela pode parecer meio assustador. Fora de propósito. Mas não é.

O medo da violência do trânsito, assaltos, acidentes, onde colocar a bicicleta em apartamentos cada vez menores e onde deixá-la em segurança quando chegarmos finalmente ao nosso destino são perguntas pertinentes. A maioria desses problemas podem ser resolvidos com um bom planejamento antes de começar a dar as pedaladas. E quando pensamos nos benefícios, percebemos que eles superam com vantagem os pequenos primeiros incovenientes.

Abaixo seguem dicas para quem vai começar com uma novinha, para quem vai enfrentar trânsito, para quem tem a sorte de ter uma ciclovia que atenda suas necessidades e para quem vai tirar uma velha amiga da garagem. O vídeo abaixo é um bom exemplo de que com um pouquinho de força de vontade a bicicleta pode ter mil e uma utilidades! (acelere até a metade, que é quando a coisa fica interessante) E para finalizar, algumas dicas para quem quer efetivamente colocar os pedais para rodar. Bom ventinho no rosto!

1 – Para escolher a bicicleta ideal só tem um jeito: experimentando. Converse com quem entende do assunto, procure os vários modelos existentes e sempre leve em conta seu percurso e seu preparo físico.

2 – Se você vai voltar a pedalar com sua antiga bicicleta, procure uma casa especializada e avalie se ela realmente vai agüentar o tranco e atende suas necessidades. Com uma resposta positiva, faça uma revisão, troque e conserte as peças necessárias. Ninguém quer se descobrir sem freio no meio de uma avenida!

3 – Alguns sites como o google maps são bons aliados na hora de montar o itinerário. Assim pode-se fugir de ruas muito movimentadas, saber onde estão as subidas íngremes e outros obstáculos. Este tem até uma ferramenta que mostra a inclinação do terreno e as calorias gastas.

4 – Usar o equipamento de segurança: óculos, luva, capacete, refletor e campainha (buzina).

5 – Quem vai encarar o trânsito da cidade grande é bom dar uma olhada nessas dicas aqui. E claro: não começar sozinho e sempre pesquisar por onde vai passar.

6 – Hidratar, por dentro e por fora, ou seja, sempre levar uma garrafinha com água e passar um bom hidratante com filtro solar.

Notas

– Andar de Bicicleta a aproximadamente 10km/h queima 240 calorias.

– Quer calcular o quanto deixar o carro em casa diminui as emissões? É só clicar aqui.

– Cobrar os representantes de cargos eletivos é um grande exercício de democracia. Que tal sugerir aos vereadores de sua cidade a construção de ciclovias e bicicletários públicos?

– Muitos acessórios à venda aumentam as funções de sua bicicleta. Cestinhas para compras pequenas, plataformas para compras grandes e até mesmo cadeirinhas de bebê, que fazem do carro um ítem cada vez menos indispensável.

– Cariocas e curitibanos: vocês tem a melhor infraestrutura de ciclovias do país. Aproveitem!

– Paulistanos: metrôs e trens recebem muito bem ciclistas e bicicletas em horários e dias específicos. Confira no link as informações do projeto ciclista cidadão.

– Para mais informações, acesse a Escola da Bicicleta.

Imagem cortesia de daquella manera via flickr.

Comments
2 Responses to “De volta pra magrela”
Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] bicicleta, como vimos aqui, em outro post do bamboo, é uma grande aliada para um estilo de vida mais saudável e […]

  2. […] bicicleta, como vimos aqui, em outro post deste blog, é uma grande aliada para um estilo de vida mais saudável e […]



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: